Atellier Carvalho, Artes Poéticas.

Rosto bonito , envelhece, cria rugas, mas, o caráter é intocável, permanece eterno! Geilda Souza de

Textos


" Libertação"

Enxergando... Nuvem em multidão
Azulada sombra no céu,
Uma nuvem escura da escravidão...
De um corpo, despido sem véu!
 
Na sombra notívaga, em duplicata,
No tronco, suado e maltratado...
Famintos, sedento e ignorado,
Ao som do poder da chibata!
 
Pro castigo inserido... Sem escala,
Homem escravo da senzala,
Ferido e maltratado...
Seu corpo sendo açoitado!
 
Pele negra de sangue em dor..
 Por nada, foi escravo, desprezado.
Hoje, desabrocha em cravo flor.
Sendo ainda discriminado!
 
Pela sociedade sem amor, é humilhado.
Em egoísmo e arrogância,
De um dia ter sido levado,
Pra escravo no canavial!
 
Geilda Souza de Carvalho
13 de maio de 2016
# Direitos Autorais Reservados
 
atelliercarvalho
Enviado por atelliercarvalho em 18/09/2016
Alterado em 18/09/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras